Posts Tagged 'Fernando Morais'

Arnaldo Bloch explica singularidade de sua biografia

O gênero da biografia, responsável por grande sucesso editorial no Brasil, será tema de uma das mesas-redondas da I Bienal do Livro de Curitiba. Dela farão parte os escritores Ruy Castro, Fernando Morais e Arnaldo Bloch – autor da obra biográfica “Os Irmãos Karamabloch – Ascenção e Queda de um Império Familiar” (Companhia das Letras), em que narra a saga da família Bloch, desde o tempo em que habitava uma aldeia na Ucrânia até imigrar ao Brasil e aqui conseguir manter um grande império de comunicação.

Bloch considera que o estilo da sua biografia difere daquele que é praticado por Castro e Morais – que é o da biografia clássica, em que jornalismo e história se unem e a literatura surge mais como recurso estilístico. “Numa biografia como a que escrevi, polifônica e coletiva, as diversas narrativas e vida das pessoas é já romanesca na fonte, independentemente da ação do autor”, explica. Essas características tornam a obra mais literária, ainda que a pesquisa também esteja envolvida – seria essa, portanto, a singularidade da biografia de “Os Irmãos Karamabloch”.

No momento de escrever a sua biografia, Bloch procurou se livrar de qualquer amarra, para só então fazer uma depuração no conteúdo. “Isso fez de meu livro um livro desassombrado, em que guardei distância crítica suficiente para não cair no laudatório e admiração bastante para não me render à vã maledicência”, afirma. O autor também considera que o conceito de verdade, ao escrever um gênero como a biografia, se torna mais abrangente quando se leva em conta o imaginário unido aos fatos e a emoção unida à razão.

Questões como essas serão abordadas durante a mesa-redonda, que está prevista para às 19h30 da próxima terça-feira no pavilhão principal da Expo Unimed, durante as atrações da I Bienal do Livro de Curitiba, que segue de quinta-feira até dia 04/09.

Anúncios

Pasquim no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.